domingo, 2 de abril de 2017

Ceará Sporting Club: sétimo colocado Séria A: 1985



Bom dia, Boa tarde, Boa noite! Meu nome é Carlinhos Alves, direto de Fortaleza chegamos a sua casa, com o FutCearaCast. Um podcast que fala de futebol, de história, de notícias dos clubes, de entrevistas e demais curiosidades do futebol cearense.
Hoje vamos falar sobre sétima colocação do Vozão na Séria A de 1985

       Seis milhões de pessoas viram pessoalmente as 517 partidas da Série A de 1985, com média de 11625 de público por jogo. Já em número de gols foram 1243 e teve Edmar (Guarani), com 20 gols como artilheiro.
            Foram quarenta e quatro participantes, divididos em quatro grupos, dois de 10 equipes A e B e dois de doze equipes C e D. No Grupo A se classificaram para a segunda fase: Atlético Mineiro, Corinthians e Coritiba. No Grupo B: Bahia, Vasco da Gama, Flamengo e Internacional. No Grupo D: Bangu, Ponte Preta, Joinville e Brasil de Pelotas.
            O Grupo C, que o Ceará Sporting Club participava, eram doze equipes do Norte e Nordeste. Contra o Sport (PE), o vozão jogou duas vezes. Em casa, no dia 10/04/1985 foi 1 x 0, mesmo placar repetido, antes no dia 27/02/1985 em Recife.
            Contra o Mixto a sorte foi diferente para o time cearense, primeiro venceu fora de casa, por 1 x 0, no estádio José Fragelli, no dia 06 de fevereiro de 1985, gol de Wolnei. A equipe cearense na ocasião era formada por Rafael, Argeu, Bezerra, Djalma, Alexandre, Josué, depois Amauri, Lira, Assis Paraíba, Caçapava e Catinha. No dia 27 de março, no estádio Castelão o alvinegro de Porangabussu venceu por 2 x 0, gols de Josué e Wolnei.
            Contra o Botafogo (PB), o Ceará empatou fora de casa, 0 x 0 e venceu em casa, por 2 x 1. Contra o CSA foi 2 x 2 em casa e perdeu 2 x 0 fora de casa. Já contra o Paysandu foi 1 x 1 em casa e vitória fora por 2 x 1. Contra o Nacional fora perdeu por 1 x 0 e em casa venceu por 2 x 1. Contra o Flamengo (PI) foram duas vitórias por 2 x 1. O confronto contra o ABC terminou 1 x 1 em Natal e 3 x 1 para o cearenses em Fortaleza.
            Os últimos adversários foram Sampaio Correa, 1 x 1 fora e 4 x 1 em vitória de 4 x 1 em casa; Sergipe 3 x 0 em casa e derrota fora por 1 x 0 e contra o Remo o Ceará ganhou de 3 x 0 em casa e perdeu fora por 2 x 0.
            No turno desce grupo o vozão acabou em quinto lugar com 13 pontos, no returno ficou com 18 pontos em segundo lugar, pela soma dos dois turnos, o vozão terminou atrás apenas do Sport, que tinha 38 pontos e o Ceará ficou com 31 pontos e Mixto em terceiro e CSA em quarto completaram os classificados do Grupo C.
            Na segunda fase, o Ceará participou do Grupo F, com Flamengo (RJ), Brasil de Pelotas e Bahia (BA). Nos confrontos contra o Brasil foi 0 x 0 em casa e perdeu de 4 x 0 fora de casa. Contra os baianos foi de derrota de 4 x 0 fora e em casa uma vitória de 2 x 1.
            Contra o Flamengo (RJ) foi 2 x 2 fora de casa e 1 x 1 em casa, gol de Anselmo.
            O Treinador do Ceará era Zé Mário e a equipe que foi a campo contra os rubronegros foi Samuel, Argeu, Bezerra, Alexandre, Everaldo, Assis Paraíba, Lira, Anselmo depois Wolnei, Catinha, Lupércinio, depois Josué e Flávio. Já o Flamengo comandado por Zagallo, tinha Fillol, Mozer, Leandro, Guto, Nem, Adílio, Tita, Andrade, Bebeto, Marquinhos Carioca, Chiquinho depois Hélder.
            O Ceará acabou a competição em sétimo com 36 pontos, 14 vitórias, oito empates e seis derrotas com 39 gols a favor e 20 gols contra.


            A final da competição foi no dia 31 de julho de 1985, no Maracanã com 91 mil pessoas, no tempo normal saiu empate 1 x 1, para o Bangu (RJ) marcou Lulinha e Índio para o Coritiba (PR). Nas penalidades o Coxa se sagrou campeão. O time paranaense seria campeão com apenas a oitava melhor campanha, com 31 pontos. O vice-campeão Bangu, por exemplo, terminou como o melhor, com 48 pontos.
      
                 
Narração e edição: Carlinhos Alves, homenagem a Ênio Andrade, o técnico campeão pelo Coritiba em 1985.
           
            Fonte:

Postar um comentário