domingo, 5 de março de 2017

Fortaleza Esporte Clube: relembre os acessos de 2002 e 2004


Bom dia, Boa tarde, Boa noite! Meu nome é Carlinhos Alves, direto de Fortaleza chegamos a sua casa, com o FutCearaCast. Um podcast que fala de futebol, de história, de notícias dos clubes, de entrevistas e demais curiosidades do futebol cearense.
Hoje vamos contar a história dos acessos de 2002 e 2004 do Leão do Pici

       Dia 04/03 deste ano, 2017, o Clodoaldo foi preso novamente, em sua residência no Ipu, por não pagar R$ 20 mil em pensão alimentícia para um dos seus filhos. Jogador veterano que também tem problemas com alcoolismo foi um dos destaques do Fortaleza nessas campanhas de acesso a Série A.
            O elenco de 2002 tinha no comando técnico, Luiz Carlos Cruz. O time tinha uma média de idade de 25 anos. Fizeram parte da comissão técnica ainda, o fisicultor Marcelo Marques Nunes (Pantera) e o preparador de goleiros Salvino Damião Neto. No elenco de jogadores, estava Jéfferson, Francisco Rodrigues, Aloísio da Silva, Francisco Carlos, José Aldemir, Marcos Aurélio, Rogério Bonfim, Ronaldo Angelim, Chiquinho, Francisco Sérgio, Renato Peixe, Francisco Dino, Erandir, Kel, Dude, Alyson, Marcelo de Oliveira, Juninho, Clodoaldo, Mazinho Loyola, Sandro Goiano, Vinicius.
            Na primeira fase da competição, que contava com 26 equipes participantes, o Tricolor do Pici terminou em 3° lugar, com 48 pontos, com 15 vitórias, três empates e sete derrotas. O torneio ao todo, foram 970 gols em 339 partidas, com média de 2,86 por jogo, o artilheiro foi Vinicius.
            Nas quartas de finais, o leão enfrentou o América (MG) em duas partidas. No dia 15 de novembro de 2002, no estádio Independência, o jogo ficou 0 x 0. Na partida de volta, dia 19 de novembro, no estádio Presidente Vargas, o time cearense venceu por 2 x 0, os mineiros, com gols de Juninho e Vinicius.
            Nas semifinais valendo vaga para a primeira divisão, o Fortaleza foi buscar a classificação fora de casa e goleou por 6 x 1 o Etti-Jundiai, no estádio Jayme Cintra, no dia 23 de novembro. Gols do leão Juninho, três de Clodoaldo, Kell e Vinicius.
                        No jogo de volta, no estádio Presidente Vargas, o empate de 2 x 2 levou o Leão a Série A de 2003, com gols de Clodoaldo e Vinicius.
            Depois veio a final, contra o Criciúma ganhou a primeira 2 x 0, no estádio Castelão, mas na volta, no Heriberto Hulse, no dia 7 de dezembro perdeu por 4 x 1 e ficou com o vice-campeonato.
            Em 2004, 24 equipes disputaram a Série B. Cada equipe joga 23 partidas em turno único e se classificaram os oito melhores, o Fortaleza terminou a primeira fase em 5° lugar. Foram 842 gols, em 312 partidas, uma média de 2,7 gols por jogo. De novo, o artilheiro foi leonino, Rinaldo.
            Na segunda fase, o Leão terminou em primeiro lugar do Grupo A com oito pontos. Na fase final disputou contra o Brasiliense, Bahia e Avaí.
            Até a última rodada, o time comandado pelo ex-goleiro Zetti, estava na lanterna e conseguiu a conquista graças à derrota do Bahia.
            O Fortaleza tinha empatado com o Avaí fora de casa em 0 x 0, tinha perdido para o Bahia por 2 x 0 também fora de casa e para o Brasilense por 1 x 0. Em casa com o Bahia 1 x 1 e venceu o Brasilense por 1 x 0.

            Contra o Avaí (SC), 21 mil pessoas estiveram presentes no estádio Presidente Vargas. O time comandado por Zetti. Entrava em campo com Bosco, Erandir, Fernandão, Ronaldo Angelim, Sérgio, Marcelo Lopes, Dude (Juninho Goiano), Mazinho Lima, Juninho Cearense (Daniel Sobralense), Guaru e Marco Antônio (Jean Carlo). Com um cruzamento na área, Marcelo Lopes fez de cabeça para abrir o placar. Depois outro gol de cabeça, dessa vez do zagueiro Ronaldo Angelim. Final 2 x 0. Na outra partida, o Brasiliense venceu o Bahia na Fonte Nova por 3 x 2 a e garantiu o título.

        
Narração e edição: Carlinhos Alves homenagem ao cantor Fagner e Fares Lopes.
           
            Fonte:
Tribuna do Ceará:

Postar um comentário