domingo, 6 de novembro de 2016

Fortaleza e década de títulos: Hepta não consecutivo

Bom dia, Boa tarde, Boa noite! Meu nome é Carlinhos Alves, direto de Fortaleza chegamos a sua casa, com o FutCearaCast. Um podcast que fala de futebol, de história, de notícias dos clubes, de entrevistas e demais curiosidades do futebol cearense.
Hoje vamos falar um pouco da década vencedora do Fortaleza Esporte Clube.
                Na década de 20, do século passado, o Tricolor de Aço fez o seu primeiro arrastão de títulos. Foram sete ao todo, contra apenas dois do Ceará Sporting Club. Primeiro veio o Bicampeonato em 1920-1921. Com a formação base de Peter, Moacir e Riquet; Arnaldo, Bauerfldht e Djalma Botelho; Clóvis Moura, Artur Oliveira, Humberto Ribeiro, Juracy e Clodomir. Juracy foi o artilheiro em 1921 com 13 gols.
            Antes de ser reconhecido, o pentacampeonato ao Ceará em 2008, o Campeonato Cearense de 1920 era considerado a 1° edição, hoje é considerado a 6° edição. Foi organizada pela Associação Desportiva Cearense. O campeonato foi disputado em dois turnos, com as participações de Bangu, Ceará, Fortaleza e Guarany. Na final o Fortaleza venceu o Guarany por 2 x 0. Antes da partida o time do Guarany presenteou seu adversário com flores.
            Já na edição de 1921 participaram seis equipes: América, Bangu, Botafogo, Ceará, Guarany e Fortaleza. No meio da competição: Ceará, América e Bangu abandonaram a competição por se sentirem prejudicados pelo Conselho Superior da mentora. Como fora dito, o Fortaleza foi bicampeão em 25 de dezembro.
            Em 1923 pela primeira vez o Campo do Prado será deixado de lado e o Campeonato Cearense seria disputado no Campo do Alagadiço por oito equipes: América, Botafogo, Ceará, Cutuba, Flamengo, Fortaleza, Guarany e Humaitá. Juracy foi artilheiro com 11 gols.
            O Leão do Pici foi campeão ao vencer o América por 8 x 2 em janeiro de 1924. Nesse mesmo ano, a equipe leonina foi bicampeã pela segunda vez, em uma campanha impecável de oito vitórias em oito jogos, com 30 gols marcados e 11 sofridos. No último jogo o Fortaleza venceu por 6 x 0 o Ceará.
            Para encerrar a década espetacular para a família tricolor veio o tricampeonato cearense de 1926 a 1928. Em 1926 foram seis equipes e o Fortaleza foi campeão e teve o artilheiro da competição com 11 gols, Antonio Oliveira.
Time de 1927, maior goleada sobre o rival

            Em 1927, com o artilheiro Humberto Ribeiro, com 9 gols, o Tricolor do Pici passou por cima dos adversários com goleadas homéricas: 4 x 0 no Maranquape, 9 x 2 no Brasil, 7 x 3 no Guarany, 7x 0 no América, e 8 x 0 no Ceará no dia 17/07/1927, hoje sendo a maior goleada no Clássico Rei. O Ceará teve sua maior goleada em 1955 quando venceu por 7 x 0 o Fortaleza e depois duas goleadas por 6 x 0 em 1940 e 1977.
            Em 1928 o tricampeonato foi de forma invicta, com sete vitórias e um empate. Contra o Ceará foi 5 x 1 e 4 x 2. O time base foi formado por Aderaldo, Correia e Rolinha; Hildebrando, Caranã e Calixto; Xixico, Pirão e Humberto Ribeiro (artilheiro 12 gols), Peter e Mário.
           
    
Narração e edição: Carlinhos Alves, dedicado aos torcedores tricolores Erico Morais, Kilber Alves, Márcio Borges e Karla Kellen.

Fonte:
Blog Leão de aço:

            Wikipédia:

            Wikipédia:

Wikipédia:
Souvozão:



Postar um comentário