domingo, 3 de julho de 2016

Brutalidade leva jovem estudante paraense Diego Vieira Machado

Diego Vieira Machado morto neste sábado (02/07) por espancamento e encontrado despido na Ilha do Fundão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, era estudante de Letras na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e depois transferiu-se para o curso de Arquitetura e estava interessado em fazer Publicidade. As estória é sobre o jovem paraense, que era gay assumido e negro e segundo pessoas ligadas a ele sofria de ameaças de seguranças e outros residentes na Casa Universitária.

A notícia principal é claro é a morte trágica de um jovem que independente de qualquer coisa era um ser humano e merecia respeito de todos. Apesar de os sites darem a mesma informação e se perderem em alguns detalhes que só vão ser esclarecidos com o decorrer do tempo, o certo é que o acontecido deixa um impacto negativo na cidade que irá receber os Jogos Olímpicos 2016.
Nesse fato, o que me deixou mais chocado foram os comentários abaixo da notícia. No G1: por exemplo algumas pessoas não estavam preocupadas pelo fator da morte do rapaz, mas sim por ele ser negro, pobre, ter um visual humilde. Foi o caso do comentário de Vagner Ferreira que diz o seguinte "Pela foto a gente ve que essa "peça" não vai fazer falta no mundo". Outro comentário de um usuário indentificado como Cris Klein diz "pela aparência devia ser um marginal" e mais a fala de Herman Sales "Com essa cara de vendedor de miçanga de CPTM não vai fazer falta alguma. Menos um para cagar na Terra". Meus Deus! Quanta gente sem escrúpulos e desumanas que talvez nem usem perfis verdadeiros para desfilar o ódio contra um ser humano.
Essas pessoas que falaram isso e mais um monte de abobrinhas podem amanhã se arrepender, mas hoje fazem do seu comentário um desrespeito a familia da vítima que está consternada nesse instante. Não sei onde vai parar a nossa maldade, em pleno século XXI das tecnológias que nos ajudam tanto a interagir com o mundo que nos cerca, como pode essa maldade e preconceito bobo, só porque Diego tinha uma visão de mundo diferente das outras pessoas.
Mesmo que a morte no fim seja um crime comum, por outros motivos a gente acaba ficando mesmo chocado com tamanha crueldade por qualquer que seja a ação que motivou a causa final.
Postar um comentário