quarta-feira, 18 de maio de 2016

Going Clear filosofia de vida que levada ao extremo pode matar

                 Até que ponto a fé em algo pode nos cegar? Se alguém questiona nossa crença nós logos nos armamos e vamos para cima defender aquilo que achamos a verdade? No mundo da Cientologia era assim. Quando Ron Hubbard criou esse novo sistema de “limpeza”, com o uso de uma máquina parecida com um detector de mentiras, onde um auditor anotava todas as lembranças do cientólogo, e ele acabava revelando fatos íntimos e de outras vidas e que a cada passo lhe levava a subir um degrau em busca de um conhecimento, as pessoas estavam dispostas a tudo para entrar nessa mensagem, principalmente dar muito dinheiro para se limpar das mazelas da vida.

                 Quando Ron Hubbard escreveu Dianética ele realmente acreditava no que aquilo revelava, como tantos outros homens na história que sentiram ter uma revelação divina sobre preceitos e leis logo avançaram sobre pessoas que estavam sedentas de repostas para o sentido da vida foram “iscas” fáceis para filosofias sem sentido algum.
                 Não posso aqui comentar esse fato e colocar a culpa em denominação religiosa X ou Y, mas hoje em dia muitos ainda usam das técnicas de curas milagrosas para fazer com que fieis disponibilizem de quantias volumosas em nome da “salvação”.
                 Já participei no passado da Comunidade Católica Obreiros da Tardinha (COT) e quando lá passei meus quatros anos dedicados a esse grupo carismático, que nós mantínhamos com doações grandes para que a mensagem fosse propagada, acabei saindo desse grupo, por começar a enxergar o seu real objetivo de que a gente se despojasse dos nossos sonhos e acreditassem em tudo que eles estavam falando. Como por exemplo, candidatos a cargos públicos, um exemplo foi o Caminha, que se candidatou a deputado estadual e foi eleito com a força do povo dessa comunidade, como se ele fosse fazer algo bom por todos nós.
                 Quando eu me afastei e depois de algum tempo via as pessoas na rua, elas me olhavam com desprezo porque eu não mais pertencia a esse grupo. É como o grupo da Cientologia fazia com seus ex-membros e pessoas que discordavam da sua visão de mundo, eles se tornavam “pessoas supressivas” e párias que tinham a vida devastada pelos membros fanáticos.
                 Quantos foram ludibriados pela fé cega? No caso da Cientologia John Travolta e Tom Cruise foram às celebridades que foram fisgadas e tiveram que permanecer mesmo depois de saber das atrocidades que esse movimento provocava. Foi o sucessor David Miscave, com campanhas de publicidade, o uso de detetives particulares e a aplicação de humilhações constantes aos membros impuros que fez a Igreja da Cientologia prosperar, com a isenção da Receita Federal Norte-Americana, depois de ter sido ameaçada pelas ações judiciais dos membros.

                 Eu já fui ludibriado por gente de partidos políticos, de gente da própria família, que impusera em mim um medo de que se não concordasse com eles eu estarei subjugado e não deveria pertencer a sociedade. Hoje eu sei que tudo não passava de uma mentira.
     Esse documentário de 2015 Going Clear, que está na Netlfix nos trás essa revelação libertadora e por isso é importante ver, pois como são falhos os sistemas comandados por homens. Não podemos acreditar em tudo o que vemos. Hoje participo de uma denominação cristã, mas sempre com o pé atrás para que não queiram fazer uma lavagem cerebral em mim. Claro que vou para um local de fé porque vejo que a humanidade está sofrendo por entrar em cada situação difícil e eu me sinto uma pessoa que necessita de ajuda constantemente da força divina, que eu acredito e não obrigo ninguém a acreditar
Postar um comentário