domingo, 21 de fevereiro de 2016

Partidas lamentosas

Eu tou tentando fingir que não sinto a dor da partida; seguir em frente sem medo na vida.
Sonhos apenas nos seguem e perseguem o nosso destino.
Irmãos separados pela distância real.
Desenganados, abobalhados, na busca do crescimento.
Sentimentos me perseguem, uma lágrima caiu, mas tenho que olhar para frente, nadar contra a corrente do ideal.
Orvalho, chuva, sol, voo de avião, sangue se foi, sangue ficou, amor se guardou.
Passados, memórias, sonhos, revoltas, não quero morrer sem sentir o que realmente importa.

Texto original Aqui
Postar um comentário