domingo, 16 de agosto de 2015

Marcha dos ingratos ou dos inocentes?

Mais de 800 mil pessoas nas ruas e um grito de “Fora Dilma”. Eu fico aqui pensando como a narrativa da mídia constrói o discurso de repetição de uma história, mesmo que seja mentira e que ela acaba se tornando verdade. Quem disse isso era o ministro da Propaganda Nazista, na Alemanha dos tempos de Hitler.
E foi assim que eles conseguiram transformar o discurso de ódio contra os judeus em uma verdade absoluta de que eles eram culpados pelas desgraças que ocorria ao povo alemão, o que proporcionou uma carnificina jamais vista na humanidade e que tinha um título do projeto de “Solução Final”, que graças a Deus não foi totalmente bem sucedido, existiam dissidentes nas fileiras dos fanáticos arianos.
Aqui no Brasil se vende uma imagem anti-petista desde que Lula, o operário vindo do interior do Nordeste brasileiro chegou ao cargo máximo de presidente da República. Tudo que foi feito pelo PT, como tirar 40 milhões da extrema pobreza, construir várias universidades, dar acesso ao filho do pobre à universidade através do Fies, Prouni e das cotas em escolas públicas ficou esquecido, pois a mídia dia após dia só falava que o PT era errado em alguma coisa, mesmo antes de se falar em Mensalão, Lava Jato, o discurso era que o PT tinha feito uma “Carta aos Brasileiros” para chegar ao poder.
Como se houvesse outra maneira de chegar à presidência e se manter lá, com um Congresso Nacional tão arcaico e cheio de filhotes da ditadura e gente colocada lá pelo empresariado.
E o PT trouxe a Copa do Mundo e a mídia jamais deixou o governo quieto e nem apoiou a competição, mas todos os momentos jogaram a população contra o governo, focando mais nos gastos da competição e que as outras áreas eram esquecidas, como se no Brasil não houvesse patrocínio seja de governo estadual ou municipal em eventos culturais e esportivos, sem deixar de lado as outras obrigações.
Mas o discurso da mídia não surtia efeito e cada eleição que passava o povo continuava votando mais e mais no PT, porque a economia ia a vento em poupa. Mas um dia a crise econômica mundial chegou e começou a afetar o Brasil e os ajustes econômicos que todos imaginavam ser importante principalmente a oposição começaram a criticar o governo.
A mídia agora conseguia atingir em cheio, os brasileiros com seu discurso anti-PT devido o povo sentir no bolso. Só que o desejo de justiça e colocar corruptos na cadeia só focaram o PT. Os outros partidos são perdoados pela justiça. É só pensa que antes do Mensalão que sangrou o PT, já existia um processo semelhante a esse no Supremo Tribunal Federal contra o PSDB a mais tempo do que o caso petista. Legal ver que o caso tucano foi desmembrando para cortes menores e até arquivado em alguns casos.
Não vi a população se revoltar contra isso. Ou pelo menos a mídia não deixou a população pensar, pois sufocava dia e noite a cabeça dos brasileiros com o caso midiático dos mensaleiros do PT. Coisa que se for olhar com bastante cuidado na época, os juristas, jornalistas e quem acompanhava o caso de perto sem paixão viu que as pessoas foram condenadas sem provas, mas apenas pelo domínio do fato e com uma raiva enorme de Joaquim Barbosa, que gritava contra colegas contrários a sua opinião durante as discussões do caso na corte máxima da justiça brasileira.  
Depois vem aí a operação Lava Jato, que o juiz Sérgio Moro conduz do Paraná. Engraçado que o Vaccari está preso por ser tesoureiro do PT e ter recebido dinheiro de empresas investigadas e algumas condenadas, mas os tesoureiros de outros partidos como PSDB, PSB e Solidariedade, que também receberam dinheiro de empresas envolvidas no caso de propina da Petrobrás estão soltas.
Eu me pergunto será que as pautas dessas pessoas nas ruas são contra mesmo a corrupção? Já que ao seu lado estavam gente como Aécio, Serra, Agripino, que já foram até citados pelo doleiro Yousseff como no caso do primeiro e do senador paulista que foi governador de São Paulo, enquanto as empresas do caso conhecido como Trensalão Tucano pagavam propinas gordíssimas a membros do seu governo, caso até já assumido pela Siemens.
 Só posso acreditar que a marcha nas ruas é pela democracia e pelo bem geral, quando não tem ódio nesses movimentos. Agora sei que muitos que estão lá não sabem o que fazem, mas é massa de manobras e são presas fáceis da manipulação midiática, que bate todo dia num alvo especifico o PT, até que transforma mentiras em verdades. Outras estão lá porque fazem parte de uma direita raivosa e outras apenas porque acham que a política em si é suja. Mas engraçado que os que puxam o protesto não pedem a cabeça de Cunha, pois ele defende o que eles pensam.

Se for contra a corrupção, tem que ser de todos os lados da direita ou esquerda. Mas pelo jeito o objetivo é encontrar mais um bode expiatório para a crise que pode ser superada quando todos derem as mãos e não caírem nesse discurso fascista que toma as contas das ruas no país nesse momento. 


Postar um comentário