segunda-feira, 22 de junho de 2015

Vendas um aprendizado diário e continuo

Sobre vendas é necessário aprender a cada dia e muitas vezes nem sabemos ao certo sobre como nos comportamos nesse ramo de trabalho. Ultimamente tenho percebido que as vendas para mim estão cada vez mais minguadas, ou será que é a crise econômica brasileira que anda afetando tudo pela frente? Ou será que essa falta de grana se deve eu ter deixado um emprego que ganhava um salário mínimo e esse dinheiro tá fazendo falta?
Nem sem bem explicar ao certo sobre qual motivo de tanta pindaíba. Mas sei de uma coisa, tenho que ganhar dinheiro amanheci com isso na cabeça e sei que vou ganhar. Vinha pensando nisso antes de sair da casa da minha namorada. E só em saber o que quero para essa semana já me deu uma motivação extra para atingir esses objetivos.
No meu estágio de jornalismo fui fazer uma matéria sobre um curso de Coach para mulheres e enquanto pesquisava vi aqui uns vídeos de venda aplicando essas técnicas de perguntas socráticas de coaching. E vi que o cliente age sobre impulso, necessidade ou sonhos. E que o mais importante na venda é o atendimento com 68% das decisões do cliente e preço com apenas 14% da influência sobre a escolha na venda.
Uns dos palestrantes dos vídeos do YouTube começou a dizer sobre a importância das perguntas inteligentes que levam ao "sim" ou ao "não". Seriam melhores perguntas fechadas no caso. Outra característica que eu ouvi foi sobre comprometimento e persistência e a importância do foco, evitando trazer para o trabalho fatores pessoais que podem atrapalhar.

Foi quando em outro vídeo de um borracheiro chamado Silvio Igor que conta sua história de sucesso, que vi que mesmo nessas minhas falhas na venda, eu tenho feito algo importante. Um atendimento diferencial. Ele conta cases de clientes que indicam sua borracharia para outros.
Eu tenho gente assim o tempo todo no meu trabalho do turismo. Já vendi para alguém de São Paulo, um pacote para Jericoacoara e a partir desse cliente outros me contactaram pelo WhatsApp e fechei mais passeios. Outro caso recente de um capitão do Corpo de Bombeiros que veio me procurar na Beira Mar de Fortaleza para fechar um pacote para Jeri, enquanto um apagão tomava conta de Fortaleza e no escuro eu fiz esse atendimento ao cliente. Ele estava resgatando pessoas presas em elevadores nos hotéis e eu peguei seu WhatsApp e fui passando os preços para ele, que poucas horas depois veio com um carro e fechou um pacote para ele e sua esposa irei um fim de semana em Jeri.
Quando foi hoje pela manhã uma mulher me contactou pelo telefone e pelo WhatsApp dizendo que foi indicada por esse capitão e havia gostado do meu passeio.
Agora mesmo eu estou cuidando de um transfer para Jeri esses dias de três pessoas vindas da Argentina e que dizem que eu fui indicado por alguém que eles conhecem por causa do meu atendimento.
E a palestra também está me mostrando que devo ser proativo, tenho que fazer mais a cada dia e tratar cada cliente como único com suas particularidades. 
Postar um comentário