segunda-feira, 19 de maio de 2014

Caixa Cultural de Fortaleza promove 6 ° edição da mostra Outros Cinemas


Começa amanhã (20) e prossegue até o dia 25 deste mês, a VI Mostra Outros Cinemas, na Caixa Cultural de Fortaleza, na Praia de Iracema. A abertura será às 19h com a exibição do filme: “Assuntina das Amérikas” do diretor, Luiz Rosemberg Filho. A entrada é gratuita.

Durante a mostra serão exibidas curtas, selecionados e longas nacionais premiados, sempre com uma conversa com os diretores dos filmes. Entre os diretores presentes, Rosembergy Cariri, após “Patativa do Assaré-Ave e Poesia” e Gabriel Carneiro, Pedro Karam, Cavi Borges, Léo Tabosa e Flávia Abtibol.
São, 26 curtas, vindos de todo o Brasil, com maioria predominante do Nordeste, sendo Pernambuco, Ceará e Bahia, os principais; O gêneros em destaque do evento são ficção e documentário.

A Mostra Outros Cinemas surgiu em 2008 com a promoção da Sereia Filmes e o ideal de abrir novos espaços para a difusão da produção audiovisual brasileira. São mais de 100 filmes exibidos nesses cinco anos. A mostrar que segundo a organização, não tem caráter competitivo, vem com curtas selecionados sobre a curadoria de Bárbara Cariry.


PROGRAMAÇÃO COMPLETA
Programação Diária – VI Mostra Outros Cinemas


20/MAIO 

19h Exibição + Debate Após Sessão
ASSUNTINA DAS AMÉRIKAS – RJ – 1976 - 98’ – FICÇÃO – 16 anos
Direção: Luiz Rosemberg Filho
Sinopse: Uma ópera musical, uma comédia, um gesto colorido de liberdade criativa.



21/MAIO

14h Exibição + Debate Após Sessão
PATATIVA DO ASSARÉ – AVE E POESIA – CE – 2007 – 85’ DOCUMENTÁRIO – Livre
Direção: Rosemberg Cariry
Sinopse: A vida e a obra do poeta Patativa do Assaré, a relevância dos seus poemas, o significado político dos seus atos e a sua imensa contribuição à cultura brasileira. Dono de um ritmo poético de musicalidade única, mestre maior da arte da versificação e com um vocabulário que vai do dialeto da língua nordestina aos clássicos da língua portuguesa, Patativa do Assaré é a síntese do saber popular versus saber erudito. Patativa do Assaré consegue, com arte e beleza, unir a denúncia social com o lirismo. Aço e rosa. Quem lê ou escuta a poesia de Patativa do Assaré pensa, emociona-se e conscientiza-se do mundo, porque na sua poesia estão presentes todas as lutas e esperanças do povo; estão reunidas palavras e ideias que se erguem com a dignidade guerreira dos justos, contra todas as formas de obscurantismos e de exploração do homem. No ano de 2001, Patativa do Assaré foi escolhido como um dos mais importantes cearenses do século XX.

19h Exibição + Debate Após Sessão

BATCHAN – SP – 2013 – 15’ – FICÇÃO - Livre
Direção: Gabriel Carneiro
Sinopse: Noriko recebe a família para almoçar. 

OS IRMÃO MAI – SP - 2013 – 19’ – FICÇÃO – 12 anos
Direção: Thais Fujinaga
Sinopse: Dois irmãos precisam levar um presente para sua avó. Quanto mais eles
caminham, mais longe parecem estar do seu objetivo.

SOMOS TODOS ILHAS – RS – 2012 – 15’ – FICÇÃO/DOCUMENTÁRIO - Livre
Direção: Pedro Martins Karam
Sinopse: A menina Paula, sua mãe e as tias ficam ilhadas na casa de veraneio da família, num lugar onde o rio encontra o mar. Nos quatro dias em que esperam a maré baixar, essas mulheres redescobrem o prazer de ser quem são.

DUAS, UMA – RJ - 2012– 7’ – EXPERIMENTAL - Livre
Direção: Cavi Borges e Lucíana Ponso 
Sinopse: O antes e depois do maior evento na vida de uma mulher.

A DAMA DO ESTÁCIO – RJ – 2012 – 22’ – FICÇÃO – 12 anos
Direção: Eduardo Ades
Sinopse: Zulmira é uma velha prostituta. Um dia ela acorda obcecada com a ideia de que vai morrer. Ela precisa de um caixão. 

TUBARÃO – PE – 2013 – 13’ – DOCUMENTÁRIO – 16 anos
Direção: Leo Tabosa
Sinopse: As dificuldades de um estrangeiro em adaptar-se à sua nova realidade.

STRIP SOLIDÃO – AM – 2013 – 20’ – FICÇÃO – 14 anos
Direção: Flávia Abtibol
Sinopse: Na beira do cais, uma prostituta amazônica arrependida arremessa no rio seus sonhos e esperanças. Juliana, Téo e um aspirante a cineasta transitam e se esbarram pelos corredores de uma boate de strip-tease qualquer. Um índia, um viajante e o olho que documenta a história. “Strip Solidão” quer reinventar o mito e subvertê-lo.




22/MAIO

19h Exibição + Debate Após Sessão
MALHA – PB – 2013 – 14’ – DOCUMENTÁRIO - Livre
Direção: Paulo Roberto
Sinopse: “E as crenças singulares traduzem essa aproximação violenta de tendências distintas...” “... saem das missas consagradas para as ágapes selvagens...” Euclides da Cunha (Os Sertões). A violenta materialização de um festejo popular, a malhação do Judas, no interior da Paraíba, onde os credos religiosos de um povo servem de pano de fundo para a entrega visceral ao escárnio profano.

A DESCOBERTA – BA – 2012 – 16’40’’ – FICÇÃO - Livre
Direção: Ernesto Molinero
Sinopse: Em uma pequena cidade, um menino não entende porque seu cachorro desapareceu. Enquanto ele tem que se desfazer dos objetos do melhor amigo, vai mergulhar no mistério da morte. 

FAROESTE – UM AUTÊNTICO WESTERN – GO – 2013 – 18’25’’ – ANIMAÇÃO – 12 anos
Direção: Wesley Rodrigues
Sinopse: Maverick é um urubu que logo ao nascer vê sua família ser vitimada pela violência. Habituado a ela desde o princípio de sua vida, na idade adulta torna-se líder de uma gangue criminosa, espalhando terror por onde passa.

ATRÁS DA HISTÓRIA (OU NO CORAÇÃO DO FILME) – GO – 2013 – 8’33’’ – FICÇÃO - Livre
Direção: Jarleo Barbosa
Sinopse: Um filme atrás de sua história. 

NÃO SERVIMOS ZUMBIS – SP – 2012 – 9’ – FICÇÃO - Livre
Direção: Antonio Matos
Sinopse: No dia de seu aniversário, um simpático zumbi tenta comprar pão para seu café da manhã. 

CILADA – CE – 2011 – 3’05’’ – EXPERIMENTAL/VIDEO POEMA - Livre
Direção: Henrique Dídimo
Sinopse: “Quem saberá do silêncio que a cidade oferece em segredo?”

VENTO VIRADO – MG – 2014 – 21’ – FICÇÃO/EXPERIMENTAL – 10 anos
Direção: Leonardo Cata Preta 
Sinopse: Quando você levanta uma criança em um nível acima de sua cabeça ela se assusta e o seu vento vira. 




23/MAIO

19h Exibição + Debate Após Sessão
LINGUAGEM – RJ – 2013 – 19’ – EXPERIMENTAL – 10 anos
Direção: Luiz Rosemberg Filho
Sinopse: Questões sobre a linguagem cinematográfica.

LIÇÃO DE ESQUI – CE – 2013 – 23’ – FICÇÃO – 12 anos
Direção: Leonardo Mouramateus e Samuel Brasileiro
Sinopse: Neve é água. Agua é agua.

NO INTERIOR DA MINHA MÃE – MA – 2013 – 17’ – DOCUMENTÁRIO - Livre
Direção: Lucas Sá
Sinopse: Uma viagem para a cidade do interior da minha mãe.

SOBRE MINHA MELHOR AMIGA – PE – 2013 – 21’ – FICÇÃO – 14 anos
Direção: Luiz Otávio Pereira
Sinopse: Grandes amizades ensinam muito sobre a vida, e sobre a morte. 

SANÃ – MG – 2013 – 18’ – DOCUMENTÁRIO - Livre
Direção: Marcos Pimentel
Sinopse: No interior do estado do Maranhão, um menino e suas buscas pela imensidão da paisagem.

A QUE DEVE A HONRA DA ILUSTRE VISITA ESTE SIMPLES MARQUÊS? – PR – 2013 – 25’ – DOCUMENTÁRIO – 10 anos
Direção: Rafael Urban e Terence Keller
Sinopse: Max Conradt Jr. guarda a memória de um mundo em sua casa e recebe cada visitante com a mesma indagação: "A que deve a honra de tão ilustre visita este simples marquês?"




24/MAIO

16h Exibição + Debate Após Sessão
ENTRE MIM E ELES – CE – 2013 – 80’ – DOCUMENTÁRIO - Livre
Direção: Marcelo Ikeda
Sinopse: Quatro amigos se reúnem para fazer um filme. E eu os observo. Um filme-ensaio sobre o processo de filmagem de OS MONSTROS, de Guto Parente, Luiz e Ricardo Pretti e Pedro Diógenes (Alumbramento Filmes). Um filme-carta, um filme-diário, um filme-ensaio, um filme-de-arquivo, um filme-de-garagem.

19h Exibição + Debate Após Sessão

MULTIDÕES – CE – 2013 – 20’ – FICÇÃO – 12 anos
Direção: Camila Vieira
Sinopse: Não sei de onde vem essa vontade doida de ficar correndo que nem bicho.

PARQUE SOVIÉTICO – RJ – 2013 – 10’ – FICÇÃO – 12 anos
Direção: Karen Black
Sinopse: Amor é guerra fria. 

DEIXEM DIANA EM PAZ – PE – 2013 – 10’ – ANIMAÇÃO – 16 anos
Direção: Júlio Cavani
Sinopse: No auge de sua carreira profissional e acadêmica, Diana não tem tempo para descansar. Quando completa 30 anos de idade, resolve largar tudo para dedicar sua vida apenas ao mar e ao sono.

JESSY – BA – 2013 – 15’ – DOCUMENTÁRIO – 12 anos
Direção: Paula Lice, Rodrigo Luna e Ronei Jorge
Sinopse: Jéssica Cristopherry! Assim se chamavam todas as personagens da infância de Paula Lice. Atriz, dramaturga e mulher, Paula conta com o apoio das madrinhas Carolina Vargas, Ginna d'Mascar, Mitta Lux, Rainha Loulou e Valérie O'harah, para resgatar Jéssica e realizar o desejo de ser transformista. O filme de estreia da Buh!fu Filmes, parceria entre os artistas Rodrigo Luna, Ronei Jorge e Paula Lice, documenta a construção de Jéssica e homenageia carinhosamente a cena transformista soteropolitana.

CONTOS DA MARÉ – RJ – 2013 – 17’35’’ – DOCUMENTÁRIO - Livre
Direção: Douglas Soares
Sinopse: Lendas urbanas, memórias de uma família e do local onde moram. Uma história de lobos, cobras e porcos para uma complexa Maré. 

FERNANDO QUE GANHOU UM PÁSSARO DO MAR – RJ – 2013 – 20’ – FICÇÃO – 16 anos.
Direção: Felipe Bragança e Helvécio Marins Jr.
Sinopse: Uma pequena cantiga luso-brasileira. Fernando divide seu tempo entre um café da vizinhança e a pequena casa em que vive no Porto. Do Brasil, recebe um pequeno presente que lhe faz imaginar o Paraíso.





25/MAIO

16h Exibição + Debate Após Sessão
O EXERCÍCIO DO CAOS – MA – 2013 – 71’ - FICÇÃO – 16 anos
Direção: Frederico Machado
O exercício do caos narra em tons de suspense existencialista a história de um pai soturno e autoritário que vive com as três filhas adolescentes em uma fazenda de mandioca no interior do Maranhão. A família compartilha a ausência da mãe e lida com os ditames rigorosos de um estranho capataz que os explora enquanto persegue a inocência das meninas, divididas entre a ilusão da infância e a cruel realidade de suas vidas. Enquanto o eixo familiar desmorona pouco a pouco, os personagens, fragilizados, situam-se no limiar entre a razão e a loucura, entre o caos e a fé.


19h Exibição + Debate Após Sessão
FEIO, EU? – RJ – 2013 – 70’ – FICÇÃO – 16 anos
Direção: Helena Ignez
Sinopse: Filme-manifesto, Feio, Eu? foi realizado a partir de uma oficina para atores. Realizada na Lapa, Rio de Janeiro, no espaço do Cinema Nosso, estendeu-se em locações em Paris e Kerala (Índia). Multifacetado como um caleidoscópio, o filme foi realizado com diversas mídias de captação de imagens e usa esse signo da variedade como conceito primordial.



Postar um comentário