quarta-feira, 28 de maio de 2014

Audiência pública na AL debate os prejuízos da legalização da maconha

Audiência pública na AL debate os prejuízos da legalização da maconha Foto: Divulgação
A Comissão de Defesa Social da Assembleia Legislativa, em parceria com o Movimento Pela Vida e Não Violência (Movida), realiza, nesta quarta-feira (28/05), audiência pública para debater a legalização da maconha como porta de entrada para outras drogas. A reunião atende requerimento do deputado Delegado Cavalcante (PDT) e acontece às 14h, no Auditório Murilo Aguiar.
Para a organização do evento, o principal objetivo da audiência é mostrar à sociedade os malefícios do uso dessa droga, já que existem projetos tramitando nas casas legislativas a favor da legalização da maconha.
Ainda segundo o Movida, a maconha causa males físicos e psicológicos à população, como tuberculose, bronquite, câncer de pulmão e esquizofrenia. A droga também causa danos irreparáveis ao cérebro e é sete vezes mais prejudicial que o cigarro.
Confirmaram presença na discussão a psicóloga Marisa Lobo, do Paraná; o médico Alexandre Sampaio, de São Paulo; o promotor Sérgio Harfouche, de Mato Grosso do Sul; a assessora especial de Políticas Públicas sobre Drogas do Estado, Socorro França; a coordenada Especial de Políticas sobre Drogas da Prefeitura de Fortaleza, Juliana Sena, e o vereador Paulo Diógenes.
CE/LF

Texto original Aqui
Postar um comentário