domingo, 25 de maio de 2014

As velhas raposas e a Copa do Mundo no Brasil

O terrorismo midiático tentou e conseguiu deixar parte da população brasileira desanimada e com desejo de que a Copa do Mundo passe bem rápido. Mas a gente vive uma democracia e outra parte dos brasileiros estão contando uns dias, horas e minutos para ver a bola rolando. Gente que sabe separar as situações e ver que o esporte é uma oportunidade única de unir a todos, principalmente os adversários políticos.
O PT de Lula e Dilma, trouxe o Mundial em decisão da Fifa em Zurique em 2007. Engraçado que na delegação que estava junto com o presidente da época, gente que hoje critica a competição, como Paulo Coelho, e Romário. O baixinho, hoje deputado federal pelo PSB, tem seus motivos.

Ex-jogador e desafeto da CBF e do seu treinador Luis Felipe Scolari, que não o levou a Copa no Japão em 2002, o parlamentar é da base de apoio ao ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e sabe muito bem morder e assoprar. Se o seu companheiro de partido é candidato a presidente, ele fala mal da competição, mas não esquece é claro de encher os bolsos fazendo dois comerciais na TV.
Mas para alguns, o melhor é sempre o pior, já que se não der certo, eles (a direita) saem ganhando. É correto colocar todos os males em uma unica competição, que gastou apenas um mês em educação, ou seja 25 bilhões de reais, enquanto é investido em educação, por ano no Brasil, 280 bilhões de reais.? Argumentos que comprovam que o torneio é algo positivo para o país, até porque a Copa das Confederações em si, já foi paga diz estudo feito pela Fundação de Estudos e Pesquisas Econômicas (Fipe), Segundo a pesquisa, durante duas semanas da disputa foram inseridos 9,7 bilhões no PIB brasileiro e a expectativa é de na Copa do Mundo chegar a R$ 30 bilhões.
Ou seja, quem choraminga e fala mal da competição, faz isso apenas para no fim dizer que tudo foi ruim e fracasso, mas a população vai aos estádios, pois a procurar por ingressos bateu o recorde das Copas anteriores, segundo Jerome Valke.
Mas aqui não se disputa apenas dentro de campo, os olhares estão voltados para outubro deste ano, quando as eleições vão decidir o presidente da Republica pelos próximos quatros anos, ai você ver de tudo. Ver um cara como o Ronaldo mudar de lado, de uma hora para outra. Ele que é do Comitê Organizador no Brasil do torneio, falou mal da organização e se esqueceu que ele também está junto. Mas é fácil entender essa critica, ele tem um candidato a presidente e não é a Dilma e sim o Aécio (PSDB).
Mas esse discurso que encontro na rua, parece até algo ensinado, igual a uma seita, as pessoas sabem tudo direitinho, falam as mesmas coisas. "Cara a Copa gastou dinheiro da saúde e da educação"; "O País não tava preparado para Copa não".
Ah!, se o Nelson Rodrigues estivesse vivo, com certeza ele teria opinião diferente da maioria, pois já escreveu muito bem sobre o "complexo de vira-latas" brasileiro e também sobre "toda unanimidade é burra". Alguns até queriam comparar 2014  a 1970, por exemplo quando o lema era "Brasil, ame ou deixe-o", Vivemos hoje num país até livre demais, onde a imprensa diz o que pensa de quem quer e não responde nada pelo que diz, mas se o governo ousar falar algo é massacrado.
Sempre odiei essa de senso comum, de ter quer pensar como a maioria e muitas vezes a maioria está errada, pois as vezes não pensa por si própria, mas pela imposição de uma agenda negativa feita de encomenda pelos veículos já famosos de sempre que são chamado carinhosamente de Partido da Imprensa Golpista (PIG).
Eles não se cansam de perder seguidamente várias eleições para o PT. Tentam conter o partido por via jurídica. A situação é que a população de mais de 32 milhões de pessoas, sabe quem é do seu lado, que deu bolsa família, emprego, acesso a universidade (Prouni, Fies).
Tentaram essa semana e conseguiram tirar a propaganda do PT, que fala do medo de voltar ao passado do FHC. E também a propaganda de Dilma ao lado de Lula, mas as pessoas compartilharam pela internet e a Dilma cresceu na pesquisa Ibope e se fosse hoje seria eleita em primeiro turno.
Mas do outro lado, está os verdadeiros fracassados, velhas raposas que tentam voltar ao poder. E tem seu seguidores na imprensa vide: Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, Merval Pereira. E outros que estão apenas porque não tem conhecimento suficiente da realidade e são maria vai com as outras, como o Roger (The Noite), Lobão, os quais cabe bem a frase "sabe de nada inocente".
O próprio FHC tentou e não conseguiu trazer a Copa e hoje é um dos contra. Mas não se iludam, se o Brasil for hexa e tudo for conforme se espera, vão aparecer os espertos como o ex-presidente do PSDB e dizer que eram a favor, normal eles sempre foram espertalhões.
Postar um comentário