quarta-feira, 19 de março de 2014

Guerra Fria, TV Tupi e final trágica no Maracanã em 1950

doA Copa do Mundo no Brasil começou exatamente um dia antes da Guerra da Coréia. Do dia 24 de junho a 16 de julho, 13 países se confrontaram, para mais de um milhão de pessoas presentes aos estádios, divididos em Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. Por tanto metade das doze cidades-sede que temos hoje para o Mundial deste ano no Brasil
Na guerra, cerca de 930 mil pessoas morreu em três anos, a maioria esmagadora era do lado da Coréia do Norte que perdeu aproximadamente 750 mil pessoas. Os EUA, apoiados pela ONU, junto com Austrália, Nova Zelândia e a própria Coréia do Sul, combateram juntas. Do outro lado, China e URSS, estavam ao dos norte-coreanos.
O mundo vivia uma luta geopolítica, entre dois pólos, capitalismo x comunismo, a conhecida “guerra fria”, que de fria não tinha nada, pois milhares morreram inocentes por não concordar com as idéias de ambos os lados.

Brasil

O mundial de futebol no Brasil veio motivado, pela devastação que a II Guerra Mundial havia deixado em toda a Europa e impedido a competição de se realizar por algumas edições. Assim o país sul-americano foi o único candidato e eleito para mais esse desafio.
Em campo, o futebol com a média de 4 gols por partida e Zizinho (Brasil), escolhido craque do campeonato, foi a chance da América conseguir empatar com a Europa em número de títulos.
Assim os donos da casa, fizeram uma primeira fase impecável, com três, boas vitorias e um empate, destaque para o 4 x 0 sobre o México. Outro representante americano, o Uruguai, contou com a desistência de três times da Ásia e jogou com a Bolívia, único time do grupo e venceu por 8 x 0.
Com um representante de cada grupo na fase final, houve um quadrangular. Enquanto a seleção brasileira atropelava seus adversários, com 7 x 1 Suécia e 6 x 1 sobre a Espanha, a celeste empatou a duras penas com a Espanha por 2 x 2 e venceu apertado a Suécia por 3 x 2.

Depois disso viria o “Maracanaço” jogo histórico para 199 mil pessoas no Maracanã, no Rio de Janeiro. Antes não podemos esquecer que meses depois seria inaugurada, em 18 de setembro de 1950, em São Paulo a TV Tupi, primeira emissora de TV brasileira, com apoio de empresários, artistas e a visão do seu dono, o presidente dos Diários Associados, Assis Chateaubriand.

Enquanto a TV, não tinha chegado Brasil X Uruguai fazia história no dia 16 de julho de 1950, num jogo marcante para dois personagens. Barbosa e Chiggia.

O primeiro havia marcado três gols, um por jogo pelos azuis, enquanto o segundo estava fazendo um grande mundial, com belas defesas pelo time local. No final o atacante se sobressairia, com o gol da virada sobre o goleiro.

Vinte anos depois, de ser campeão pela primeira vez, o Uruguai se torna bicampeão, com quase 200 mil pessoas em silencio.




Postar um comentário