quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Duas questões a refletir hoje

Dou destaque aqui no blog hoje, duas noticias que me chamaram atenção; a primeira a Carta aos Brasileiros, escrita por Edward Snowden, que defende posição do Brasil e da presidente Dilma contra espionagem americana.

 Na carta ele cita claramente os objetivos norte-americanos em relação a riqueza do Brasil e a Petrobras, veja trecho da carta:
"A NSA e outras agências de espionagem nos dizem que, pelo bem de nossa própria “segurança” –em nome da “segurança” de Dilma, em nome da “segurança” da Petrobras–, revogaram nosso direito de privacidade e invadiram nossas vidas. E o fizeram sem pedir a permissão da população de qualquer país, nem mesmo do delas.Hoje, se você carrega um celular em São Paulo, a NSA pode rastrear onde você se encontra, e o faz: ela faz isso 5 bilhões de vezes por dia com pessoas no mundo inteiro.
Quando uma pessoa em Florianópolis visita um site na internet, a NSA mantém um registro de quando isso aconteceu e do que você fez naquele site. Se uma mãe em Porto Alegre telefona a seu filho para lhe desejar sorte no vestibular, a NSA pode guardar o registro da ligação por cinco anos ou mais tempo".

Outra noticia destaque, é sobre possível Barão da mídia paulista dono da Band e detentor de bens imoveis, ameaçando o prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), caso ele continue querendo taxar com IPTU residencias mais ricas e diminua o valor para os pobres.

 Prefeito do PT, colocou corregedoria para investigar gestão anterior do prefeito Kassab, além de outras atitudes moralizadoras, falta só o prefeito melhorar mais a sua propaganda politica, veja trecho da noticia: 
"Fernando Haddad não precisou chegar ao fim de seu primeiro ano de mandato à frente da maior cidade do país para concluir que nem só de boas intenções e competência técnica se faz uma gestão. Queira ou não, o prefeito petista de São Paulo tem de conviver com estratégias jogadas em cenas obscuras protagonizadas por aqueles que se consideram donos de São Paulo.“Recebi um telefonema de um dono de muitos meios de comunicação dizendo que não daria trégua à prefeitura e que colocaria todos seus veículos contra o IPTU progressivo. Isso não me foi contado. Isso foi dito”, relata, durante uma conversa com jornalistas, realizada ontem (16) à noite na sede da administração municipal. O prefeito não revelou o nome do barão midiático que declarou guerra abertamente. Segundo o site Conversa Afiada, o empresário seria Johnny Saad, dono do Grupo Bandeirantes e "proprietário de muitos imóveis urbanos em São Paulo".Questionado se já não sabia que seria assim, dado o histórico de governos do PT no Palácio do Planalto e na própria prefeitura, Haddad parece indicar que conhecia o problema, mas desconhecia seu tamanho, e admite a necessidade de repensar sua política de comunicação para evitar distorções".
Postar um comentário