sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Agenda Cultural – Brasilidade destaca carreira do cantor Cazuza

CazuzaCazuzaFoto: Divulgação
O programa Brasilidade da FM Assembleia (97,6 MHz) homenageia, neste domingo (20/10), o cantor Agenor de Miranda Araújo Neto, mais conhecido como Cazuza, que ganhou fama como cantor e compositor da banda Barão Vermelho.

Nasceu em 1958 no Rio de Janeiro, filho do produtor da Som Livre, João Araújo e de Lucinha Araújo lançou com o Barão Vermelho, os sucessos “Todo Amor que Houver Nessa Vida”, “Pro Dia Nascer Feliz”, “Maior Abandonado”, “Bete Balanço”, entre outros. Na carreira solo compôs ainda “Exagerado”, “Ideologia”, “O Nosso Amor a Gente Inventa” e o grande sucesso “O Tempo Não Para”.

Tornou-se polêmico ao assumir a bissexualidade e declarar ser soropositivo em 1989. Cazuza morreu em 1990, no meio da luta contra o preconceito em relação a sua doença.

Sua musicalidade é fruto das várias influências musicais ouvidas na infância ao lado do pai, como Jimi Hendrix, Rolling Stones e Led Zeppelin e artistas como Lupicínio Rodrigues. O primeiro disco do grupo Barão Vermelho em 1982, chamou a atenção de Caetano Veloso, que incluiu no seu repertório, uma música de Frejat e Cazuza.

No ano seguinte, Ney Matogrosso gravou Pro Dia Nascer Feliz. A composição feita para o filme homônimo de Lael Rodrigues acabou sendo incluída no terceiro LP do grupo Maior Abandonado.

Em nove anos de carreira, Cazuza deixou 126 canções gravadas, 78 inéditas e 34 para outros intérpretes. Após sua morte os pais fundaram a Sociedade Viva Cazuza, em 1990.

Produzido por Fátima Abreu e Ronaldo César e apresentado por Narcélio Limaverde, o programa é apresentado aos domingos, às 18h. A reprise acontece às terças-feiras, às 23h.
CE/LF

Noticia Original Aqui
Postar um comentário