terça-feira, 27 de agosto de 2013

Os médicos que Dilma trouxe para salvar o povo

Parte da mídia brasileira caiu de pau em cima do Programa Mais Médico que leva médicos brasileiros e estrangeiros a trabalhar em lugares remotos do Brasil. Como essas vagas não são preenchidas no todo por médicos nacionais, vieram os médicos de várias nacionalidades.
            As criticas foram principalmente pela vinda de médicos cubanos em um acordo bilateral entre Brasil e Cuba. Como o valor da bolsa - auxilio é de 10 mil reais e o Governo de Raul Castro vai passar entre 2 mil e quinhentos e 4 mil reais, muitos chamaram de "navio negreiro" a vinda dos médicos de Cuba para trabalhar no Brasil.

            Mas como toda história tem dois lados, a própria mídia, no caso a Veja se esqueceu que na era FHC quando médicos cubanos vieram para cá em 1999, foi bastante elogiado essa atitude. 

Agora temos que lembrar o que os médicos que são formados em Cuba de graça disseram em várias reportagens essa semana que fazem o seu trabalho por amor, algo difícil em boa parte dos médicos brasileiros que pensam mais em sua conta bancária no fim do mês.

Agora não se pode tolerar o absurdo que aconteceu na tarde desta segunda (26/08), quando os médicos os 96 médicos (76 de Cuba) foram hostilizado na Escola de Saúde Pública de Fortaleza, por cerca de 50 médicos que sem dúvida são gente de classe média-alta que não entende a missão destes médicos estrangeiros em salvar vidas no interior do Ceará.
            Repito alguns médicos brasileiros, estão preocupados com bons salários e nada de compromisso com a população ao qual eles prestaram juramento ao se formar.
A história é a mesma, tudo que vem para beneficiar o povo, desagrada um pequeno publico que não quer perder seus privilégios e nossa Presidenta Dilma Roussef (PT) está certa em agir com imparcialidade e dever de atingir as pessoas que estão desamparadas do sistema.
Postar um comentário