quarta-feira, 31 de julho de 2013

PSDB de São Paulo superfaturou 425 milhões de reais e a Globo não diz nada

Na última semana, a Revista Istoé trouxe a tona um escândalo na licitação do metro de São Paulo durante a gestão do partido de Serra, FHC e Aécio Neves, foram desviado segundo a Revista nos últimos 20 anos dinheiro para abastecer políticos importantes. Isso desde a época de Mario Covas, passando por Serra e agora Alckmin.

A denúncia chegou por meio de ex funcionário da Siemens (multinacional Alemã), em depoimento ao Ministério Público. Foram superfaturadas cada obra em 30%. Masao Suzuki seria o responsável de estabelecer o esquema.
Postar um comentário