sexta-feira, 28 de junho de 2013

A Copa do Mundo trouxe o Brasil para o debate social

Desde criança o sonho do futebol me movia a ouvir pelo rádio os jogos do meu time particular, o Ceará Sporting Club. Passados muitos anos, o sonho de ver os melhores do mundo bem no "meu quintal" está realizado, fui há dois jogos na Arena Castelão: Brasil X México e Espanha X Nigéria. A Copa das Confederações é sucesso de público no Brasil todo e nos três jogos em Fortaleza, colocou mais de 156 mil pessoas no estádio, mostrando que a população é favorável ao torneio.

Os eventos da Fifa trouxeram para o Brasil uma marca de um padrão magnífico de estádios belos e tratamento humano do torcedor. Assim motivados pela mídia que ao mesmo tempo exaltava o evento no caso (A Globo) e ao mesmo tempo criticava gastos como forma de atacar o Governo Federal, trouxe um despertar as pessoas que não viam o mesmo "padrão Fifa" nos serviços de saúde, educação e principalmente mobilidade urbana.
            Milhares de pessoas foram as ruas com seus cartazes reivindicando melhorias. Algumas, claro sem saber o que estavam fazendo e foram levadas por uma onda que ninguém sabia onde iria dar. De cara vieram às medidas tão esperadas, como as passagens sendo baixadas pelos Prefeitos em várias cidades do Brasil.

            Mas no meio das manifestações, o quebra-quebra se deu e chegou ao ponto de atacar as estruturas do Palácio central, foi quando a Presidente Dilma Roussef (PT) deu um pronunciamento em que disse esta atenta ao clamor popular.

No meio de tudo a "grande mídia" se aproveitava e colocava na boca dos manifestantes idéias próprias delas como a derrubada da PEC 37, que não era um desejo popular, pois uma maioria das ruas nem sabia do que se tratava, mas pressionou o congresso que derrubou essa medida que iria colocar as coisas no seu lugar.

            Se a PEC 37 fosse aprovada ter-se-ia uma justiça maior, pois a Policia Federal teria autonomia para investigar e o Ministério Publico só poderia denunciar e coordenar as operações e não iria acontecer coisas como estão acontecendo hoje, em que o Roberto Gurgel livra a cara de Dantas, Carlinhos Cachoeira e companhia, que são envolvidos em crimes graves e mandar investigar o delegado Protógenes Queiroz que é um cara sério e tem uma vida dedicada a combater criminosos por isso mexeu com o poderoso Roberto Gurgel.

Mas apesar de tudo a mobilização das ruas acelerou muitas coisas, como a possível reforma política. Ai que está a questão: o povo e a Dilma querem o plebiscito que dá a chance de todos escolherem as leis que querem. Já no referendo o povo engoliria o que o congresso quer.

            O certo é que Lula fez certo em trazer para o nosso País o Mundial da Fifa e também os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, pois dessa forma propiciou uma onda de lutas pelo nosso País  e que isso possa ajudar as autoridades a cuidar melhor do nosso povo e que não possam ser usados como massa de manobra nas ruas por políticos escrupulosos e pela mídia (Globo, Estadão, Folha  de São Paulo e Veja).

Postar um comentário