segunda-feira, 29 de abril de 2013

Padre de Bauru é excomungado por defender livre amor entre pessoas do mesmo sexo

Mais uma vez venceu o rigor das regras em vez da lei do amor. Foi o que aconteceu em Bauru com o Padre Beto. O Religioso havia defendido em seus sermões o amor entre homossexuais e bissexuais, que são casados.

Com isso teve um ultimato dado pelo Bispo Caetano Ferrari, 70, para se retratar e confessar o erro, coisa que ele não fez. Então o Conselho Presbiteral Diocesano, formado por dez sacerdotes da Diocese de Bauru decidiu pela ex-comunhão.
Postar um comentário