quinta-feira, 14 de março de 2013

Novo papa e futebol tudo a ver

No dia em que o novo Papa foi escolhido, os cearenses tiveram uma noticia importante. 

            Era tarde em Fortaleza, quando por volta de 15h meu pai me ligou, comunicando que os cardeais haviam escolhido o sumo pontífice para comandar a Igreja Católica no lugar de Bento XVI.        Eu estava no trabalho, ouvindo a Band News FM (101,7) e as primeiras noticias começavam a sair.
            Fui mudando de estação de rádio. Na 810 AM Verdinha, João Inácio Junior já falava sobre o assunto. Então comecei a olhar a televisão, que trazia as primeiras imagens da Praça São Pedro no Vaticano. Nem a chuva conseguia tirar dali aquela multidão. Eram 19 horas na Itália e viam-se bandeiras da Alemanha, México, EUA e Argentina. De cara não vi nenhuma do Brasil.
            Alguns rostos me chamavam atenção. No meio de trabalhadores, turistas e curiosos, além claro dos jornalistas, uma freira, morena, bela, tinha lágrimas nos olhos. Aquela cena me chamou bastante atenção. Era possível haver amor nos atos dela e devoção a sua fé, depois de tanto descrédito na Igreja Católica?
            Não sei responder na verdade. Estávamos ali esperando todos para saber quem seria esse novo Papa. Já se passavam quase 30 minutos de fumaça branca e nada.

            Não sou católico, mas acho muito bonito a cerimônia. Já estávamos chegando às 16 horas no Brasil, quando as portas do local, onde seria anunciando a decisão do conclave se abrem. Dela sai um cardeal velho com voz cansada e cita a frase famosa: "Abemus Papam".

Juro não entender qual foi o nome do papa escolhido, mas logo as rádios e TV´s disseram se tratar de um Argentino:  Jorge Mario Bergoglio, Arcebispo de Buenos Aires, Jesuíta de 76 anos, de origem piemontesa da Itália.
            Escolheu o nome de Francisco I, na hora todos que assistiam, citavam como se fosse por causa de São Francisco de Assis, os seus votos de pobreza e soube mais tarde em uma rádio ser por causa de São Francisco Sales, Bispo de Genebra e patrono da família salesiana.
            Gostei da fisionomia do novo papa, mas durante o decorrer do dia e quando estava no ônibus indo para a faculdade, soube ser ele, um homem conservador contra casos morais, por outro lado ele era mais a favor dos mais humildes.
            Já passavam das 18 horas, quando no rádio saia a noticia mais feliz do dia para os amantes do futebol cearense. Osvaldo fora convocado por Felipão para os amistosos contra a Itália e Rússia, no lugar de Lucas que está contundido.

Sergio Ponte da AM Globo/ O Povo, disse logo após a transmissão da derrota do Ceará para o Icasa em Juazeiro por 2 x 0, que ao falar com Luiz Felipe Scolari por telefone, soube que o treinador tinha uma dúvida entre Bernard (Atlético MG) e Osvaldo (São Paulo).

            Sergio Ponte disse também, que segundo Felipão, existe uma resistência da impressa sulista quando da convocação de atletas nordestinos como Diego Costa (Sergipano), mas mesmo assim ele vai convocar sempre os melhores.

Um dia repletos de emoção, nos tira da monotonia de fatos rotineiros de sempre. Até o novo papa Francisco I, gosta de futebol e é sócio torcedor do seu time San Lorenzo da Argentina


Postar um comentário