quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Ronaldinho Gaucho e o retorno a Seleção Brasileira

Eu estava ali no trabalho vendo o Globo Esporte, na TV portátil que tenho no meu celular, quando vi o repórter Tino Marcos falar sobre as possibilidades da primeira convocação do técnico Luiz Felipe Scolari, no seu retorno a Seleção Brasileira. Logo depois saiu a lista de 20 jogadores. Alguma surpresa? Sim várias.

            Primeiro o retorno do goleiro Júlio Cesar que joga no modesto Queens Park Rangers, lanterna do campeonato Inglês, por ai você pode imaginar a politicagem que existe por trás do futebol. Quando há pouco mais de duas semanas o Esporte Espetacular da Globo já levantava a bola do goleiro é porque algo de estranho já existia no ar.

E os goleiros Diego Cavalieri (Fluminense), Cássio (Corintinhans) e Jefferson (Botafogo), onde foram parar esses caras? Sinceramente essa eu não entendi. Se for por experiência deveria ter chamado o Rogério Ceni (São Paulo) muito mais goleiro que o ex flamenguista.
            Nas outras posições Felipão foi pela lógica. Vamos comparar aqui a primeira convocação do atual treinador e do antigo Mano Menezes. Em 26 de julho de 2010 saia o time que enfrentaria os EUA:
Primeira convocação de Mano Menezes
 Goleiros: Victor (Grêmio), Renan (Inter) e Jefferson (Botafogo)
Laterais: Daniel Alves (Barcelona), Rafael (Manchester United), Marcelo (Real Madrid) e André Santos (Fenerbahçe)
Zagueiros: David Luiz (Benfica), Henrique (Racing Santander), Réver (Atlético-MG) e Thiago Silva (Milan)
Volantes: Sandro (Internacional), Jucilei (Corinthians), Hernanes (São Paulo) , Lucas (Liverpool) e Ramires (Benfica)
Meias: Carlos Eduardo (Hoffenheim), Ederson (Lyon) e Paulo Henrique Ganso (Santos)
Atacantes: Robinho (Santos), André (Santos), Neymar (Santos), Alexandre Pato (Milan) e Diego 

Primeira Convocação Felipão

Goleiros: Julio César, Diego Alves
Laterais: Daniel Alves, Felipe Luiz, Adriano
Zagueiros: Miranda, Leandro Castan, Dante, David Luiz
Volante: Arouca, Hernandes, Ramirez e Paulinho
Meia: Ronaldinho Gaucho,  Oscar,  e Lucas
Atacantes: Luis Fabiano, Fred, Neymar e Hulk

            A estréia de Dante na zaga, jogador do Bayer de Munique é uma chance para nós que somos da crônica esportiva brasileira, temos de ver se ele tem mesmo esse belo futebol. Os volantes Arouca e Paulinho já vêm se destacando no futebol brasileiro nas últimas temporadas é natural que eles continuem desenvolvendo seu futebol.

            Oscar e Lucas são a nova geração querendo se firmar junto com Neymar que já é uma bela realidade. No ataque temos também velhos conhecidos: Luis Fabiano e Fred, quem deles estará conosco até a Copa das Confederações?

Mas o fato principal dessa convocação mesmo é a volta de Ronaldinho Gaúcho a Seleção, depois de uma temporada de 2012 pelo Atlético MG impecável, com gols espetaculares e belas assistências levando o time alvinegro a uma Libertadores que não disputava há anos.
            Merecido realmente a volta do nosso grande ídolo, que realmente tá mostrando que está dando seus últimos passos profissionais em alto nível  nesses próximos dois anos, onde ele deve jogar contudo em busca de carimbar sua vaga na Copa do Mundo de 2014 no Brasil.
            Muitos questionam Ronaldinho, mais pela vida extra campo do que pelo futebol que ele joga. A verdade é que o jogador saiu do Flamengo odiado e praticamente descartado pelos clubes brasileiros, então recebeu acolhida de Cuca ex-companheiro do seu irmão Assis nos tempos de Grêmio.
            Se ele continuou a vida boemia  isso não interferiu nas suas atuações dentro de campo, pelo contrário, Ronaldinho foi espetacular e foi escolhido o segundo melhor jogador do Brasil, perdendo apenas para Neymar (Santos).
            E o Mano Menezes que para mim fez um bom trabalho, pecou ai, quando deixava Ronaldinho de fora das convocações levando jogadores bem abaixo da média como o Jadson (São Paulo).
            Faltou nessa seleção apenas o Kaká, poderia ter levado um jogador a menos no ataque, mas não poderia deixar o jogador que vinha bem nas últimas atuações pela Seleção Brasileira de fora.




Postar um comentário