sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Lições para o Ceará Sporting Club em 2012


Depois de uma queda para a Série B, o time começou o ano de 2012 com um discurso moderado. O Presidente Evandro Leitão se licenciou do cargo em dezembro de 2011, segundo ele para dar uma respirada. Robinson de Castro assumiu e enfatizou o objetivo do Ceará no ano, ser bi campeão cearense.

Ao ser questionado sobre o acesso tratou logo de sair pela tangente e se esquivou de dizer algo. Dai você já tinha certa noção de que alguma coisa não estava bem clara dentro do clube.
            Depois o time começou as atividades sobre o comando do velho soldado alvinegro: Dimas Filgueiras. As vitórias apertadas e nada conviventes e a derrota no primeiro clássico rei de virada para o arquirrival o Fortaleza pelo placar de 2 x 1 foi a gota d água para a torcida. Veio Lula Pereira comandar a equipe e também não durou muito no comando alvinegro, mesmo classificando o time na Copa do Brasil e vencendo o Ferroviário, a torcida acostumada a jogar na Série A e enfrentar grandes clubes estava bem mais exigente.

            Além disso o imbróglio sobre Mota começar a participar do time ia chateando mais a nação alvinegra. Depois que PC Gusmão chegou e Mota pode finalmente estrear, o time que estava a 11 pontos do Fortaleza deu uma arrancada surpreendente de 7 vitórias até conquistar o titulo estadual de 2012.

Apesar dos títulos os problemas continuaram. Felipe Azevedo artilheiro da equipe no ano até a final do estadual foi para o Sport Recife na Primeira Divisão. Michel já tinha saído no começo do ano para jogar no Vitória da Bahia e Osvaldo que acabou o contrato ainda em dezembro de 2011 foi jogar no São Paulo.
            Mesmo com os problemas a torcida lotou o estádio no primeiro jogo da Série B no Estádio Presidente Vargas e na ressaca do titulo o time perdeu por 2 x 1 para o América MG. Depois vieram mais derrotas e empates e o time chegou a figurar na zona de rebaixamento da Série B. Alguns saíram e outros chegaram e o Ceará teve uma evolução chegando à sétima colocação há 05 pontos do G4. Porém várias contusões, suspensões foram minando a força do grupo. João Marcos e Juca, por exemplo, só começaram a jogar depois da 13° rodada, foi quando o time encaixou.
            Depois perdeu Romário, Ewerton e Potiguar. Fernando Henrique e depois Adilson falharam bastante no gol alvinegro. Quando Magno Alves chegou o time caiu mais ainda. Coincidência ou não, depois da chegada do Magnata foram 6 derrotas, um empate e uma vitoria apenas, o time já não marca a mais de seis rodadas.

            A quem diga que essa não subida do vozão esse ano foi devido mesmo aos erros já na Serie A do ano passado. Contratações caras e em excesso de posições como de centroavante (tinha Roger, Marcelo Nicácio e Washington na mesma posição) na zaga (Fabrício, Erivelton, Edmilson, Kleber, Daniel Marques, Thiago Mathias, etc.) e nos volantes (Michel, João Marcos, Juca, Careca, Heleno, Rudney, etc.) e a falta de jogadores em posições essenciais como ter apenas um lateral direito Boiadeiro.

Além disso, o time se desfez de lideranças importantes como o experiente Geraldo (G10) e o atacante Iarley. Wagner Mancini não conteve as panelinhas dentro do elenco e o time foi caindo pelas tabelas, apesar de ter feito um bom primeiro turno e terminando entre os 12 primeiros que lhe garantiria na Sulamericana até aquele momento.
            Depois de muitos empates e fracas apresentações o Ceará dispensou o treinador e trouxe Estevam Soares que segundo o Presidente Evandro Leitão estava arrependido de tê-lo demitido em 2010 na sua primeira passagem em Porangabussu. E o arrependimento deve ter sido duplo, pois o time colecionou derrotas e ai saiu Estevam entrou Dimas que já havia salvado o Ceará em ano anterior, porém faltavam sete rodadas e o time não ganhava em casa e acabou mesmo caindo.

            Agora o que esperar de 2013?. Tem Nordestão, Cearense, Copa do Brasil, Brasileiro Série B. Um ano recheado de competições. Será mesmo Ricardinho o treinador? E o Penta Campeão Edmilson Coordenador? Eu pessoalmente acharia uma boa, já que devemos apostar em novas figuras, com idéias capazes de oxigenar o elenco. E também deveria ser um time regional, faria bastante sucesso. Esperar para ver.

Postar um comentário