sábado, 28 de janeiro de 2012

Chupa Neném 2012 1° dia de desfile nas ruas do Vila União


Quando me veio essa idéia quase que louca de montar um bloco de Pré Carnaval em Março de 2009, foi como algo que se pensava difícil de acontecer. Eu passei minha adolescência, curtindo um bloco de Pré Carnaval muito famoso aqui no Ceará: “Quem é de Bem Fica” uma sátira ao nome do bairro Benfica.
            Era nós correndo atrás do Bloco que saia ao lado dos instrumentistas tocando marchinhas antigas de carnavais. Era muita gente bonita, intelectuais, gente feia também, porém todas as pessoas sabiam brincar sem baderna. Ai começaram a parar carros que ligavam seu som bem alto e tocava funk, axé, Vanerão (na época os Brazas eram sucesso com esse tipo de música).
            Ai logo as famílias que moravam lá fizeram abaixo assinado e conseguiram impedir a realização de tão belo evento. Depois tive que procurar outro Pré Carnaval, ai encontrei o Bloco Cachorra Magra na rua: Marechal Deodoro foram anos muito bom que me diverti bastante.
            Depois também deixou de ser realizado, dessa vez pela onda de violência na redondeza. Participei ainda como brincante do Seguro o Copo na mesma praça que tinha o “Quem é de Bem Fica” e “Concentra Mais Não Sai” na Praça do Ferreira.
            Sentia que faltava algo, ai soltei essa idéia de fundar nosso bloco, falei para uma turma animada que trabalha comigo e eles começaram a gostar disso. Falei de nos inscrevermos nos Editais da Prefeitura de Fortaleza. Depois descobri que tinha que ter dois anos no mínimo de desfile para conseguir a verba de apoio cultural da gestão municipal.
            Ais de uma brincadeira na sala da Coordenação saem o nome: “Chupa Neném”. Faltava à verba, ai entrou a Liduina e o Nunes figuras do Bairro que tomaram para si a responsabilidade e conseguimos fazer tudo e desfilamos em 2011.
            No mês de outubro de 2011 se inscrevemos pela primeira vez no Edital do Pré Carnaval, porém não fomos aprovados. O grupo tinha pensado em desistir, porém eu dizia que ia fazer de qualquer jeito nesse ano de 2012, mas eu nem tinha tempo para nada, ocupado com trabalho e faculdade.
            Mas surpreendentemente o Nunes e a Liduina conseguiram de novo recursos para realizar esse evento pelo segundo ano consecutivo.
            Nesse sábado tinha prometido chegar cedo para almoçar lá na casa da Liduina, porém tive que fazer meu exame de vista e só cheguei lá por volta de 15h. Soube que teria bastantes novidades esse ano e fiquei empolgado, mas quando cheguei não vi muita coisa diferente do ano anterior.
            Só o Nunes com suas invenções malucas de fantasias. Ele estava vestido de Rei Momo, com vários símbolos políticos do PT, que ele argumentava ser sua paixão e lembrava-o do tempo em que Lula andava na sua casa em Brasília.

            Eu não estava bebendo hoje e por isso cheguei apenas para mostrar minha cara de fundador do Bloco, mas nesse ano não ajudei com nada e me comprometi comigo mesmo fazer pelo menos a parte jornalística de mostrar para o mundo o que está acontecendo pelas ruas do Vila União.

Chupa Nenem 1° dia Entrevistas por Carlos_Alves_3
Fomos para a Esquina que fica entre rua: Gonçalo Souto e rua: Helvécio Monte. O Carro de som parou lá e começou a tocar as marchinhas. O Nunes abriu a porta malas do carro e começou a distribuir os abadas que ele fez, era um colete de um material bem fino que acho não é usado por nenhuma profissão.
            Do porta malas saio também as garrafas de caipirinha que faziam a alegria dos papudins que estavam ali se encostando no carro. Algumas pessoas desistiram de desfilar no bloco por causa deles. Mas foram chegando outros, porém o número não passava de cinquenta fieis seguidores.
            Eu entrevistei o Nunes, o Jair Moraes, aliás única novidade nesse ano que tocava o seu cavaquinho e puxava a banda que acompanhava o bloco, alternando com o carro de som. Nesse sábado não teve a turma que teve no ano passado que víamos bebendo no meio do caminho e brincando. Só vim eu o Góis e a Liduina.
            Quando o carro de som começou a sair, Nunes soltou fogos de artifício e muita gente curiosa nas janelas e portas começaram a surgir. Eu fiquei acompanhando e tentando pegar as melhores imagens do desfile. Foi ficando divertido, pois as pessoas gostavam de ver o bloco passando.
            O detalhe é que a maioria do percurso que fazemos é a rota do ônibus Vila União e nos dois sentidos. A nossa sorte é que ninguém atrapalhou sempre respeitavam e passavam com calma ao nosso lado.
Passamos em frente ao Condomínio conhecido como Carandiru na rua: Treze de Abril, pela Praça do Vila União e quando íamos fazer o desvio no Hiper Market para terminar o desfile no Bar do Nobre como fizemos ano passado, o Nunes teve uma ideia maluca de fazer uma volta na Lagoa do Opaia para terminar a festa do outro lado, eu ainda disse a ele para não fazer isso, mas ele teimoso, rejeitou meus conselhos.

            O Carro foi por um lado, os brincantes sem som por outro lado ai a festa acabou prematura, sem graça, pois as pessoas se dispersaram. Ainda minha havaiana quebrou fiquei descalço. Tive que vim andando descalço do Vila União para minha casa no Montese.
 Passei por ruas escuras e com o pé pisando em pedras, pistas de brita, sentindo dor. Fiquei me perguntando poderia estar na Praia de Iracema, curtindo o Pré das Cachorras só gata de cinema. Mas acho que minha “missão” é essa de consolidar essa festa cultural no Bairro do Vila União
Postar um comentário