sexta-feira, 5 de março de 2010

A semana continou bem

Depois do começo meio confuso, sem aula, logo na minha estréia acadêmica em 2010, tivemos uma semana bem corrida, com matérias sendo passadas, professores tratando de vender suas apostilhas para nós pobres alunos. Um exemplo foi o professor de Fundamentos da Administração, que entrou na sala, sem cumprimentar ninguém, se dirigiu a sua cadeira e começou a fazer a chamada em tom bem baixo, quase ninguém escutava seu nome ser chamado.
            Na hora de chamar as pessoas para pegar uma apostilha de pouco mais de 53 páginas, com um valor de R$ 12,00, que se fosse tirado por aí em qualquer estabelecimento apropriado, sairia por pouco mais de R$ 2,65. Ou seja, sairia por R$ 0,05 a unidade, enquanto no valor de R$ 12,00 do professor, sairia por R$0,22 a unidade mais de 200% em cima que ele ganhou. Ele não poupou falar alto nessa hora; também com um lucro desses.
            Percebi que faculdade é assim, ou você se torna esperto, ou as pessoas lhe passam a perna logo. Claro, pude contar com algumas pessoas legais essa semana. Que me deram email de professores, que me passaram o conteúdo, principalmente duas mulheres mais velhas da turma que me deram ajudam, tirando minhas duvidas principais.
            Na aula da professora de Comunicação Empresarial, onde fomos separados por grupos de 08 pessoas cada um, fiquei por coincidência em um grupo só de homens. Na hora da apresentação, só uma pessoa foi nos representar e falou. Não gostei muito, porque dessa maneira, a pouca chance de desenvolvermos nossa capacidade de oralidade.
            Pessoas como eu que sempre no começo é um pouco tímida e não vê à hora de falar para quebrar o gelo, fico me sentindo prejudicado em ter pouca chance de falar e logo nesse dia, que estava com tudo na ponta da língua. Em outra aula de leis trabalhistas, o professor pedia que falássemos aleatoriamente, às vezes ele apontava para gente e tínhamos que falar algo sobre o assunto. Fiquei nervoso de ser chamado e não saber falar correto.
            Em outro dia, sentei um pouco longe do grupo masculino que estava próximo nos primeiros dias, porque queria estar bem atento e participar um pouco mais. Notei que um dos colegas ficou olhando para mim diferente. Só pensei em separar as coisas, amizade do momento de aprendizado. Como fazia tempo que estava longe do ambiente escolar, ainda estou um pouco nervoso com aquela multidão de alunos ao meu lado, já tinha perdido o costume.
            Hoje como não tive aula e estou de ferias, fui ao Centro Cultural vê um filme, lê o jornal. Ainda fui resolver umas pendências de uma feijoada que vamos realizar nesse domingo para a juventude (coisa de política). Resumindo foi uma semana de retomadas e momento de novas coisas para a minha vida. Estou adorando voltar à ativa, me sinto bem mais jovem com certeza.a.
Postar um comentário