sábado, 3 de outubro de 2009

A brasileirinha esporte clube


Como é possível, termos em nosso país um presidente, que um dia foi torneiro mecânico e veio do interior de Pernambuco, num pau de arara para São Paulo? Um país, onde o Congresso em vez de enxugar a folha salarial do serviço público, aumenta em mais de sete mil vagas, o número de vereadores que serão mantidos pelos nossos impostos?
            É nesse país, que tudo é motivo de festa e de piada, onde um dia a população de uma cidade, vaiou o sol, depois de vários dias de chuva. Fazer o que; O Obama reconhece que temos o "cara" na Presidência da República.


Será que podemos dá risada de tudo mesmo? O que aconteceu com o Enem de 2009.2, onde, uma pessoa que trabalhou no Ministério da Educação, provavelmente um policial federal que tinha cargo de confiança, pra se vingar de alguém, que o demitiu, prejudicou milhares de estudantes que iriam fazer a prova como nota para entrar em uma faculdade pública e também como nota do Prouni, pra faculdade particular, para alunos egressos do ensino médio público.
            Tomara que a lentidão da justiça brasileira, não contamine os organizadores da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas Rio 2016. Porque se não seremos o fracasso de todos os tempos. Começamos mal, escolhendo Pelé para falar na comitiva do Brasil em Copenhague na Dinamarca, durante a cerimônia da escolha da cidade sede dos jogos.
            Pelé foi rei do futebol, dentro das quatro linhas e com certeza, sua imagem calada é melhor do que falando, pois sempre vêm uma gafe atrás de outra. Não acontece o mesmo com o Presidente Lula, mesmo de origem humilde, ele dá um show de palavras animadoras e bem encaixadas em qualquer ambiente.
            Um país, onde os partidos políticos servem apenas como trampolim eleitoral, sem nem uma ideologia, nem programa de governo de verdade.

Mesmo assim tenho orgulho de ser brasileiro, pois é com dificuldade que enfrentamos a crise e crescemos em busca de uma sociedade mais interessante. Como falou o nosso Presidente Luis Inácio Lula da Silva: Quebramos o último preconceito que nos separava do respeito internacional.
Postar um comentário