quinta-feira, 30 de julho de 2009

A heranças do passado

Há alguns anos, venho vivendo a vida de forma descontrolada, com muita bebida, cigarro, sexo, muitos ficas, etc. Porém, como diz o ditado "tudo que é bom, dura pouco”, a vida me freiou; depois de pouco mais de 3 anos, nesse ritmo , levei o primeiro golpe.



Sempre fui prevenido nas minhas relações sexuais, mas essa garota era demais e aí fui ao embalo e não usei preservativo, parecia tudo muito gostoso, excitante e com uma excitação fora do comum. Foi muito prazeroso, uma das melhores transas que já tive. Só depois, de alguns dias quando apareceu uma DST( doença sexualmente transmissível) em mim, foi que fui me tocar do erro que havia cometido em minha vida, já era tarde.
            Não peguei por sorte um HIV, pois ela não tinha e fiz o teste e deu negativo, foi um alivio. Mas a sequela, daquela transa, ficou em mim pra sempre e vi como a euforia, em relação as coisas, nos leva a exagerar a dose. Depois dela, ainda dei uns pequenos vacilos, porém com mais prevenção.
            Em novembro do ano passado, resolvi parar de fumar e consegui durante dois meses. Sentia-me melhor, porém em janeiro voltei a fumar e só vim parar quando vi que já não me sentia tão bem ao dormir, dor no peito falta de ar; tudo isso me fez refletir e enfrentar essa difícil situação.
            Parei em abril de 2009 e completei nesse dia que escrevo, 4 meses, porém veio mais coisas ruins, consequência do cigarro. Quando parei, comia feito louco, doces, salgados, muita massa, somado ao sedentarismo e as dores no coração continuavam.
            Minha mulher que está me ajudando na recuperação, insistiu e eu fui ao médico e ele me passou uns exames de sangue. Três semanas depois de feito o exame, fui levar ao médico e me assustei. Meu triglicerídeos estava 511 (acima do muito alto) e meu colesterol 287 (acima do alto).


O médico me receitou um remédio para baixar os triglicerídeos e o colesterol, o Lypless. Também uma dieta, tirando o açúcar e a gordura e exercício físico. Dureza pra mim, mas tenho que fazer isso para melhorar minha saúde e retomar minha vida. Esse alerta que levei foi bom, pra mim recuperar-me dos males provocados por excessos de outrora.
Postar um comentário