domingo, 7 de junho de 2009

Uma bandeira Verdadeira!!!!!

Não estou aqui pra ser defensor do PT, porque não sou advogado e nem ganho diretamente pra isso. Quero, porém deixar claro para aqueles que acham que o partido é marxista, que esse pensamento é equivocado. Digo isso, porque esse partido que foi fundado em 1980, por sindicalistas, intelectuais, partido clandestinos de esquerda, na sua bandeira defende o trabalho, não quer dizer que busca como bandeira a luta de classes.


O que ocorre é que dentro do PT, existem várias linhas de pensamentos. Desde o marxismo como tática de ação política, até a direita petista alinhada a grandes partidos da elite do Brasil (é o caso do PT mineiro, que se coligou nas eleições de 2008 em BH, com o PSDB de Aécio Neves). Por haver uma democracia interna e respeito às opiniões das mais diversas é que acontecem coisas às vezes absurdas de se entender.
            O maior partido de "esquerda" da América Latina, precisa expurgar com força, esse grupo de pessoas que usam da estrela vermelha, símbolo da luta contra a corrupção e em favor da causas humanas em beneficio próprio, para promoverem a sua personalidade e criar uma estrela em torno de si.


Dentro do PT, existem as correntes que defendem o socialismo como bandeira, não uma visão comunista, da ditadura do proletariado, mas um socialismo de conciliação. Algo que defende um mundo mais justo mais solidário dentro do capitalismo.
             Pra que o partido possa crescer como representante dos trabalhadores deve rever sua atuação nos movimentos populares, nas gestões que está à frente. Deve lutar para manter uma linha de atuação mais radical contra o capitalismo, brigar para que possamos fazer um governo realmente de esquerda no Brasil.
            Que não seja só o presidente de luta, mas todos os ministérios congregados contra as privatizações, trazendo de volta aquilo que foi entregue pelos tucanos nos seus governos sempre de privatizações em massa.
            Essas alianças com PMDB e outros partidos, são aceitáveis apenas pela questão de governabilidade no Congresso Nacional. Porque pelo amor de Deus, esses caras desses partidos se vendem para quem está no poder. Se o PSDB ganhar eles vai para o lado de lá, se o PT fizer o sucessor do Lula, eles ficam por aqui mesmo.
            Bem que eu queria que o PT fosse marxista, pelo menos assim nós entravamos no poder, mudando na base a estrutura brasileira, não precisaria mais de bolsa família, porém de mais indústrias nacionalizadas que empregassem mais trabalhadores.
            As cotas não teriam vez, pois o ensino seria o melhor e uma obrigação do estado fornecer para todos os cidadãos educação de alto nível. Os professores ganhariam justo salário pelos seus méritos de ensinar a vida.
             Claro que não precisamos de um PT, com a cara de Moscou antiga do tempo dos bolcheviques. Um socialismo, nos tempos atuais, deve respeitar o ser humano na sua liberdade de expressão. Devemos mudar a economia, para que haja a igualdade entre todos, porém devemos deixar as pessoas cantarem e amarem como quiserem.


Postar um comentário