terça-feira, 10 de março de 2009

Comentário: livro: depois do funeral Autora: Agatha Cristhie







Uma morte, por demais simples, pois depois da velhice Richard rico, havia perdido o filho Mortimer de paralisia infantil, porém na sua antiga mansão, logo após o funeral, onde todos estavam reunidos, sua “irmã Cora Lasquenet", pronuncia palavras de suspeita de que a morte possa não ser natural, porém um assassinato.
            Alguns dias depois ela aparece morta com uma machadinha, tudo leva a conclusões, sobre um possível membro da família que a ouvi suas palavras, achava que estava prestes de ser descoberto, então achou melhor apagar o suposto "arquivo".


Porém, com as suspeitas do advogado de Richard, Dr Entwhistle sobre o que Cora falou na mansão antes de morrer, entra mais uma vez Hercules Poroit, para desvendar mais esse caso, quase que um crime perfeito.
Como sempre conversando com as pessoas próximas, o detetive vai formando o seu cartel de suspeitas, também com a ajuda de agentes infiltrados, para saber o passo de cada membro daquela família estranha.
            Tudo levava a se imaginar que fosse realmente alguém que esteve naquela sala, após as palavras proferidas por Cora, porém a surpresa vem, quando se confirma que a morte de Richard fora confirmada como natural e desfeito o elo da morte dele e da sua irmã posteriormente, um dos álibis mais fortes dessa trama.
            Freiras no dia do funeral de Richard, da morte de Cora, quando sua dama de companhia estava na casa de outro irmão de Richard, Timhoty. Muitos álibis plantados para confundir as investigações.
            Hercules Poroit dessa vez se disfarça de o homem de uma instituição de caridade para refugiados, e se infiltra dentro da casa de Richard e consegue com a ajuda de Helen (que mais tarde fora golpeada e quase morre), reunir todos os Alberthines e levar o desfecho dessa linda, mais trágica estória de romance policial.
Postar um comentário