quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Comentário: Encontro com a Morte autora:Agatha Christhie





O pano de fundo para mais uma estória fascinante de A. C é Jerusalém com seus lugares sagrados e históricos. Como em A casa do Pastor, a autora reúne em um mesmo local várias personagens que fazem da trama um rico local de especulações.
            Primeiro a família Boynton, que reunida em torno de uma matriarca controladora, estava em excursão juntos.
            Por coincidência no mesmo Hotel Solomon, estava também Sarah King recém formada em medicina, Dr. Gerard psicólogo, Lady Westholme grande mulher influente política e Hércules Poirot renomado investigador.
            Por algum acaso típico de estórias assim, alguns personagens se encontram, como no caso de Sarah e Raymond Boynton, fazem amizades e suas vidas se identificam. Como no outro livro da mesma autora, uma frase inicial prende a atenção do leitor. Um personagem falava, de como desejaria a morte de tal pessoa, no caso desses em especial era, da Sra Boyton.
             A autora que não se aprofunda muito nas emoções dos personagens, a não ser superficialmente, leva esse romance policial, através de diálogos em torno da família Boynton e de como são submissos a sua mãe. No caso eram Lenox e sua esposa, Ginevra, Carol, Raymond, Nadine, que mais sofriam sua influência.


A Sra Boynton que herdara uma fortuna de seu marido, que fora ex- governante, se via como ex- carcereira, que tinha que ter tudo sobre controle e sufocava os seus parentes (filhos e enteados). Ela não queria que ninguém se aproximasse deles.
            Quando vão a Petra, coincidentemente local que os demais personagens vão. Acontece a morte, no momento único em que ela manda que os seus filhos vão passear. Até aí não se achava que havia ocorrido assassinato, pois como era a velha doente do coração poderia ter tido um ataque fulminante.

Porém com suspeitas do Coronel Carbury e do Dr. Gerard, e empenho de Hércules Poirot, só poderia mesmo através da simples conversa com as pessoas que estavam próximas na viagem para descobrir que o verdadeiro criminoso era alguém que ninguém suspeitara.

            Uma surpresa emocionante e que faz que do começo ao fim que fiquemos os leitores, com os olhos abertos e atentos, fazendo várias insinuações, um verdadeiro aprendizado de que nos pequenos detalhes podem está a solução para a investigação.
Postar um comentário