segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

De Gaulle (O amor A França;Ou será a ele mesmo?)




As influências que esse homem recebeu ainda criança, dos seus parentes, principalmente de seu pai que havia servido ao exército e em guerras importantes em que a nação se envolveu, fez dele um homem obcecado pelo desejo de doar a vida pela pátria.



            Talvez por apreender a admirar o seu país através da história e vê nessa nação a França um grande império, onde emanava a sabedoria para toda a humanidade. Queria que fosse mantido o espírito que, antes iluminava (iluminismo) as cabeças de revolucionários pelo mundo, nas lutas de independência, de fim de monarquias e início da República.

.Por isso, ao ver o país que tanto amava se entregar a Alemanha, durante a II Guerra (de 1939 a 1945), resolveu ia pra a Inglaterra, com poucos trocados no bolso. Com o apoio do Premier Winston Churchill, pôde recrutar soldados espalhados pela Europa, Ásia e África, franceses que moravam fora da França.
            O movimento conhecido como França Livre, tinha objetivos bem claros, lutar pela libertação do povo Francês das garras do III Reich Alemão de Hitler. Mesmo não tendo muito apoio dos Norte-Americanos, que queriam o mérito da guerra só para si.
            Porém passado a guerra, depois de algum tempo a frente do governo da França, Charles De Gaulle, se viu numa situação insustentável e deixou o poder.
            Durante doze anos, ficou no ostracismo com sua esposa e família. Voltou novamente à frente dos destinos da França, durante a guerra na Argélia de independência. Parecia predestinado, a governar em períodos de turbulências. Nesse caso em especial os argelinos, pretendiam invadir a cidade de Paris.
            Governou como Primeiro ministro, depois duas vezes seguidas como Presidente, ficando 11 anos no pode, se desgastando no caso dos estudantes em 1968. Onde os estudantes queriam um ensino menos ortodoxo, mais libertário e liberdade cultural. No ano seguinte em 1969, deixava a França seguir sozinha com seus próprios pés.
            De Gaulle morreria em 1970, pouco antes de completar 80 anos de vida. Deixando como marca em sua vida, a disciplina, ética, porém como todos os grandes líderes ou a maioria, um desejo de ser tratado como super- herói que só através dele as coisas poderiam acontecer.
Postar um comentário