domingo, 28 de dezembro de 2008

A criação de um mandato popular para nossa juventude










.Rumo a um mandato de participação popular com a nossa juventude consciente. Buscamos nesse momento um elo entre gestão e gestores que possam ouvir a comunidade jovem e nos abrir caminho para um diálogo em que nós possamos falar e opinar sem sermos barrados.




.Na sociedade atual, muitas vezes somos discriminados e até algumas vezes por nossos próprios companheiros dos diversos segmentos. Diante das inúmeras dificuldades é que buscamos nesse mandato maior abertura e participação para obter um grupo forte e unificado para lutar e construir políticas públicas para nossa juventude.



.Durante muito tempo , buscamos um espaço para o engajamento dos nossos jovens na discussão política, além de eventos diversos no esporte e na formação cultural ampla, de valorização da cidadania. Sem esquercermos do apoio direto do mandato, na propagação de cursos e palestras sobre educação sexual e planejamento familiar. Dentre algumas formas de constuir e capacitar à juventude, ansiamos e apoiamos os eventos que visem a qualificação profissional e a vinculação a projetos sociais, visando a continuidade do mesmo na determinada área que está atuando na comunidade que vive.



.Ao mesmo tempo, que se possam criar subsídios dentro da própria comunidade, fortalecendo a economia solidária, nos diversos cursos que podemos ofertar para os nossos jovens ligados ao mercado de empreendedor e podendo assim somar aos projetos já existentes. Temos como sugestão a criação de uma feira solidária em que somente os jovens poderão, comercializar seus produtos que foram produzidos por eles na comunidades, ou não.



. No tempo em que a feira está acontecendo, vamos abrir espaços culturais e de formação e informação diversas. Diante desse processo, queremos como juventude, olharmos para um mundo sem preconceitos, sejam de raça, de opção sexual, de exclusão social e que nos sejam dadas as ferramentas certas para que possamos lutar por um meio ambiente adequado para nós e nossas futuras gerações.


. Os jovens possam atráves do mandato ter seus direitos garantidos: humanos, individuais, civis, políticos e econômicos. Devemos busca nessa luta, que os nossos professores possam receber melhor remuneração. O acesso seja garantido, tanto dos professores, como dos estudantes no ensino superior e técnico, para garantir melhor formação profissional.


. Que a juventude possa atráves dos grêmios estudantis exercer seu processo de construção. Acreditamos, que nem tudo pode ser contemplado em apenas 4 anos, porém o limite para nós é o inalcançável, como foi a própria candidatura, brava, guerreira, contra tudo e contra todos, nesse lema de Viver Fortaleza.


. E o mais importante de tudo é que na elaboração desse documento, acreditamos que somos capazes de gerenciar todas essas propostas que foram aqui relatadas. Pois está mais que na hora da juventude assumir os seus deveres, mais acima de tudo, os nossos direitos e sabermos que ninguém é mais capaz de dizer o quê precisamos, se não nós mesmos.

. Se acreditamos e apoiamos a candidatura do companheiro Acrisio Sena, somos mais que capazes de nesse processo de construção de uma sociedade mais justa e igual encabeçarmos toda essa linha de pensamento e sugestão da juventude. Alguns pela a idade nos julgam de inexperientes, porém se não nos é dado uma oportunidade concreta como provaremos que somos capazes.


Contribuições para esse texto:Lúcia de Fatima (JTM), Cristiane Castro(JTM), Lilian Macena(Serrinha), Francisco estevão(JTM), Ataíde (Jardim Jatobá), Carlos Emanuel(JTM), Vânia (juventude forúm -pt), Paulo Henrique(JTM), Francisco (juventude forúm -pt)


Referências bibliográficas: Cartilha do I Congresso de Juventude do PT em 2008
Postar um comentário